sexta-feira, 19 de setembro de 2014

IBGE desmente dados de Flávio Dino sobre abastecimento d’água no MA

Publicado em por  em seu blog


dinoDados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e estatística (IBGE) revelam que o candidato a governador Flávio Dino (PCdoB), da coligação “Todos pelo Maranhão”, usou dados falsos em seu programa eleitoral ao falar sobre o abastecimento d’água no Maranhão.
Num programa em que aparece conversando com uma eleitora (veja aqui), o comunista afirma, em dois momentos, que metade da população maranhense vive sem água em casa.
“Os anos passam e metade dos maranhenses até hoje não tem água em casa [...] Metade da população do Maranhão, praticamente três milhões de maranhenses, tem esse mesmo problema de vocês. Não têm água em casa”, diz o candidato, nos dois trechos em que toca no assunto.
A Pnad do IBGE, no entanto, mostra que o panorama é bem diferente do apresentado por Dino.
Segundo a pesquisa, nada menos que 85,7% dos domicílios do Maranhão têm acesso a água encanada (veja aqui). Ou seja: são apenas 14,3% os que não têm acesso ao benefício.
pnad
Os números são parecidos com os apresentados pelo Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013 – plataforma de consulta ao Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de 5.565 municípios brasileiros, que compila mais de 180 indicadores de população, educação, habitação, saúde, trabalho, renda e vulnerabilidade, com dados extraídos dos Censos Demográficos de 1991, 2000 e 2010.
agua_encanadaDe acordo com o Atlas, no Maranhão, a água encanada chega a 82,12% das residências.
Aliado desmente
Os números apresentados por Flávio Dino são tão irreais que não batem nem mesmo com os do seu tutor, o ex-governador José Reinaldo (PSB).
Em artigo publicado em seu blog em setembro de 2008 (leia aqui) – e citando artigo de José Lemos, engenheiro agrônomo e professor associado da Universidade Federal do Ceará (UFC) -, o socialista apresentava avanços na área.
Segundo José Reinaldo, já naquele ano o índice de residências abastecidas por água encanada chegava a mais de 64%.
“Outros avanços mostrados pelo professor: em 2001 tínhamos 55,30% das residências do estado sem água encanada. Fizemos um esforço gigantesco e os dados do PNAD mostram o avanço. Em 2007 baixamos para 35,74%. Um avanço extraordinário de praticamente 20% do total das residências no estado em 6 anos”, escreveu o aliado de Dino.
Mas, pelo visto, o comunista não lê o que seu tutor escreve…

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Filme do MA disputa indicação ao Oscar 2015

O longa Exercício do Caos é de Frederico Machado.

Exercício do Caos. - Reprodução
SÃO LUÍS - Dos dezoito longas brasileiros que integram a lista de filmes que podem concorrer ao Oscar 2015 para a categoria de Melhor Filme Estrangeiro pelo Brasil, um é maranhense. A produção Exercício do Caos, do diretor Frederico Machado, está na lista dos filmes que podem representar o país na disputa.
O elenco do longa é composto pelos atores Auro Juriciê, Di Ramalho, Thalyta Sousa, Isabella Sousa, Thayná Sousa e Elza Gonçalves. No filme, é contada a história de um pai soturno e autoritário que vive com as três filhas adolescentes em uma antiga fazenda de mandioca no interior do Maranhão, afastada da povoação. A família compartilha a ausência da mãe - supostamente desaparecida - e lida com os ditames rigorosos de um estranho capataz que os explora enquanto espreita a inocência das meninas, divididas entre a ilusão da infância e a cruel realidade de suas vidas.
Entre os filmes que também seguem na disputa, estão Getúlio, Hoje eu quero voltar sozinho e Praia do Futuro, entre outros.
O anúncio das indicações será feito pela ministra da Cultura, Marta Suplicy, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo (SP). O filme eleito será escolhido por uma comissão formada pelo diretor, produtor e roteirista Jeferson De, pelo jornalista Luis Erlanger, pela coordenadora-geral de Desenvolvimento Sustentável do Audiovisual da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, Sylvia Regina Bahiense Naves, pelo presidente do conselho da Televisão América Latina (TAL), Orlando de Salles Senna, e pelo ministro do Departamento Cultural do Ministério das Relações Exteriores, George Torquato Firmeza.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Maranhão cria 3,9 mil empregos em agosto

A Construção Civil foi responsável por 2.188 postos de trabalho

    Resultado, em termos relativos, representa crescimento de 0,82% em relação a julho

Publicação: 15/09/2014 15:00


O Estado do Maranhão criou 3.918 empregos em agosto. O número equivale a um aumento de 0,82% em relação ao mês de julho. Esse resultado decorreu do crescimento do emprego nos setores da Construção Civil (2.188 postos), Comércio (805 postos) e Serviços (641 postos).

Nos primeiros oito meses de 2014 o estado do Maranhão gerou 4.849 postos de trabalho o que representa um crescimento de 1,01%. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foram divulgados nessa terça-feira (11), em Brasília, pelo ministro Manoel Dias. Nos últimos 12 meses foram criados 9.343 postos o equivalente a um crescimento de 1,97%.

Em todo o Brasil foram gerados 101.425 novos empregos celetistas, equivalente à expansão de 0,25% no estoque de assalariados com carteira assinada do mês de julho.

“Como havíamos previsto, o ritmo das demissões na indústria de transformação brasileira continua caindo. O saldo deste mês foi de apenas um terço do saldo do mês anterior, pois houve alta na atividade industrial em muitos setores, contrariando muitas previsões que têm sido feitas por ai”, avaliou o ministro.

No Brasil, chama a atenção o desempenho da agroindústria, onde foram agregadas 13 mil novas vagas. A indústria química e a indústria da madeira também cresceram, junto com a de papelão e celulose, que é considerada indicativo de melhoria na economia, pela produção de embalagens.

O setor que mais gerou empregos no Brasil foi novamente o de serviços, com 71,2 mil novas vagas. Esse desempenho está associado, segundo o ministro, à importância crescente dos serviços no dia-a-dia dos brasileiros e na ascensão de um grande número pessoas para a classe média. “As pessoas tem melhorado de vida e procurado serviços que trazem mais conforto para o seu dia a dia”, argumentou.

O comércio também se destacou este mês, gerando 40 mil novas vagas. O ministro do Trabalho e Emprego considerou que esse desempenho está associado ao nível de consumo e a preparação do setor para o final de ano. “Devemos ter também a contratação de temporários nos próximos meses, o que deve manter a geração de postos aquecida”, continuou Manoel Dias, lembrando que a Confederação Nacional do Comércio estimou, esta semana, a contratação de mais de 137 mil temporários para o final de ano.

         Construção civil

A retomada dos lançamentos de novos empreendimentos imobiliários, segundo o ministro, também está aquecendo o emprego na construção civil. Esse mês o aumento nas vagas foi de 2,39 mil, com destaque para as áreas de preparação dos empreendimentos, o que indica que o setor deve continuar demandando mão de obra nos próximos meses, para o início das construções. O setor também está reagindo às medidas de estímulo ao crédito, que visam manter esse mercado aquecido.

CAGED - O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados - CAGED foi criado pelo Governo Federal, através da Lei nº 4.923/65, que instituiu o registro permanente de admissões e dispensa de empregados, sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT. O Cadastro serve como base para a elaboração de estudos, pesquisas, projetos e programas ligados ao mercado de trabalho, ao mesmo tempo em que subsidia a tomada de decisões para ações governamentais. É utilizado, ainda, pelo Programa de Seguro-Desemprego, para conferir os dados referentes aos vínculos trabalhistas, além de outros programas sociais.

domingo, 14 de setembro de 2014

Rally dos Ventos no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Maranhense em terceiro lugar no Rally dos Ventos

 
Evento ocorreu neste fim de semana, no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses.
Rally dos Ventos. - Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool
SÃO LUÍS - Quarenta e cinco pipas brilhando no alto do céu. Poderia ser uma pintura, um trecho de uma poesia. Mas este retrato foi uma realidade. Ou melhor, o cenário da primeira edição do Rally dos Ventos, ocorrido nesse sábado (13), no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses.
Vários atletas se reuniram na competição de kitesurf, inédita no mundo, onde eles tiveram que encarar dunas de até 45 metros para alcançar as lagoas naturais do local.
Como um rally, a prova de 16km teve uma regra bem simples: ganhava quem chegasse primeiro. Mas o desafio não era tão simples assim: os atlestas teriam que encarar vários trechos de areia.
Mesmo com atletas de sete nacionalidades diferentes participando, foi o Brasil quem saiu vitorioso: o pódio foi composto por dois cearenses (Alexandre Neto e Carlos Mário, em primeiro e segundo lugar) e um maranhense, Bruno Lobo, no terceiro lugar.
No quarto e quinto lugar, ainda, ficaram o cearense Wanderson Sousa e o catarinense Roberto Veiga.

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

São Luís se rende à sétima arte e ganha novas redes de exibição

Impulsionadas pela indústria de shoppings centers, as redes de cinemas estão vendo no Maranhão um grande potencial para instalação de suas salas. Entre os avanços cinematográficos nacionais, espera-se que até o final de 2014 sejam instaladas 50 novas salas no Nordeste, como revelou a Agência Nacional de Cinema (Ancine). E mais: a capital maranhense já possui cinco redes de exibições e prepara-se para receber duas novas no ano que vem, entre elas a Moviecom Cinemas, que se instalará no Shopping Passeio, projeto do Grupo Lua Nova, que será inaugurado em março de 2015, no bairro do Cohatrac. A empresa paulista foi eleita a rede de cinemas mais simpática do Brasil, por quatro anos consecutivos, de acordo com pesquisa do jornal O Estado de São Paulo e já possui 87 salas localizadas em 17 cidades do país.

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Ex-BBB Jonas sacode SLZ Fashion Pop Up na última noite

Ex-BBB Jonas sacode SLZ Fashion Pop Up na última noite

Ex-BBB causou euforia ao entrar na passarela. - Foto: Jonas Sakamoto/Imirante.com
SÃO LUÍS – O segundo dia do SLZ Fashion Pop Up confirmou que o evento já é um sucesso. Uma noite com desfile e muito rock, além do charme do ex-BBB Jonas Sulzbach. O São Luís Shopping foi o palco desse mix de moda, informação e muita música, nessa quinta-feira (4).
Não poderia ter sido diferente. Assim que o modelo entrou na passarela, elas foram ao delírio. A mulherada não poupou gritos, e ele retribuiu todo o carinho e admiração demonstrados pelo público maranhense. Jonas conversou com o Na Mira e deu dicas para os jovens que pretendem investir na carreira de modelo. Quem, também, trouxe muita informação sobre como realçar ainda mais a beleza feminina foi o maquiador Fernando Torquato.
O evento foi encerrado com a mistura de uma guitarra furiosa e uma voz feminina que vêm ecoando pelo Brasil inteiro. A banda Move Over, revelada através do programa SuperStar, da TV Globo, foi a atração que embalou a pista do evento.












 

Começa a integração Maranhão e Panamá

Comitiva de empresários maranhenses visita o comércio do Panamá


Grupo integrou missão brasileira que foi ao país participar de semana de negócios.
 
Diretores da Câmara dos Dirigentes Lojistas de São Luís integraram uma missão empresarial, organizada pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), que visitou o Panamá no fim de agosto. Foi a maior missão brasileira já enviada ao Panamá. O evento foi o primeiro encontro oficial dos 130 empresários de diversas cidades brasileiras para a semana de negócios no Panamá e teve como foco a apresentação das atividades que serão desenvolvidas durante a missão.
Do Maranhão, estiveram presentes na Missão Internacional a presidente da CDL São Luís, Socorro Noronha, os diretores da CDL, Fábio Ribeiro (Camellu’s Calçados), José Terceiro Fontenelle (Óticas Itamaraty) e José Lopes (Classe A), o Assessor da CDL Antônio Fróes, o presidente da Associação Comercial do Pedreiras, Benselmo Braga, e o presidente da CDL de Pedreiras Jacinto Lima Neto.
"A missão brasileira levou os lojistas a conheceram a estrutura comercial do Panamá. Lá eles puderam trocar conhecimentos sobre comércio exterior e despertar para as oportunidades de negócios bem vantajosos que podemos fazer com as empresas panamenhas", afirmou Socorro Noronha, presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de São Luís (CDL). Segunda ela, os empresários maranhenses que participaram da missão puderam iniciar negociações internacionais, principalmente no que se refere à importação de diversos produtos do Panamá.
O grupo cumpriu programação de eventos oficiais e visitas técnicas à Câmara de Comércio, Indústria e Agricultura do país e ao Canal do Panamá, um dos maiores centros da logística do comércio mundial, onde todos puderam conhecer a parte turística do Canal e entender o seu funcionamento para travessia dos navios cargueiros.

Britânica Chariot Oil & Gas realizará levantamento sísmico em Barreirinhas

Informação divulgada em portal especializado diz que empresa realizará sísmicas no formato 3D em 2015 em quatro blocos arrematados.

 
Matéria publicada pelo portal especializado Energia Hoje informa que a companhia britânica Chariot Oil & Gas está se preparando para iniciar levantamento de dados sísmicos 3D no próximo ano em quatro blocos que arrematou na Bacia de Barreirinhas, onde estima um potencial de 300 milhões a 500 milhões de barris de óleo nas áreas.
De acordo com informações dadas pelo gerente de Exploração da companhia, Duncan Wallace, durante a 20ª Latin Oil Week, no Rio de Janeiro, as primeiras perfurações na nova fronteira podem ocorrer em 2017. Na bacia, a Chariot detém os blocos BAR-M-292, BAR-M-293, BAR-M-313, BAR-M-314 – todos arrematados na 11ª Rodada de Licitações da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural, realizado em maio do ano passado.
De acordo com o portal Energia Hoje, atualmente a companhia conduz o trabalho para licenciamento ambiental da sísmica na região de águas rasas da Bacia de Barreirinhas. A expectativa é de que a contratação, levantamento e processamento dos dados demandem cerca de um ano.
Apenas após o resultado do levantamento será definida a campanha de perfuração. Duncan Wallace antecipou que são previstos de um a dois poços pioneiros na primeira fase de exploração dos quatro blocos exploratórios.

Localização - Os blocos localizam-se na Bacia de Barreirinhas, na margem equatorial brasileira, a aproximadamente 70 km da costa, e cobrem uma área de 768 km², com uma profundidade que varia de 85 m a 1.700 m. A bacia de Barreirinhas é semelhante às produtivas bacias do oeste africano de Costa do Marfim e Gana, onde foram descobertos importantes campos de petróleo e gás.
Agora, nesses quatro blocos em que detém 100% de participação, a Chariot terá como sócia a AziLat Ltd., empresa de exploração de petróleo e gás com foco na América. Pelo acordo entre as duas companhias, sujeito à aprovação das autoridades brasileiras, a AziLat, por meio da sua subsidiária local AziBras Exploração de Petróleo e Gás Ltda pagará 50% do programa de aquisição sísmica 3D e custos relacionados de processamento incorridos nos blocos, em troca de 25% de participação nos blocos.
"Estamos muito felizes com esse contrato, que marca a entrada da AziLat na região e aprofunda ainda mais nossa relação com a Chariot, de quem já somos parceiros em vários blocos em alto mar na Namíbia, por meio da AziNam, uma empresa afiliada da AziLat. A bacia de Barreirinhas continua pouco explorada com moderna sísmica 3D e oferece grande potencial em um litoral onde ocorreram algumas das maiores descobertas da última década. Com o apoio financeiro do Seacrest Capital Group, estamos ansiosos para dar continuidade às atividades de exploração nesses quatro blocos, em outras áreas no mar do Brasil e na região sul-americana", comentou Michael Stewart, diretor administrativo da AziLat.

Mais


- A AziLat é uma empresa de E&P que conta com o apoio do Seacrest Capital Group, com foco na América do Sul.
- O Seacrest Capital Group é um importante investidor do setor de energia, especializado em exploração em alto mar, que aproveita seus ativos próprios e suas relações para criar uma carteira global e diversificada de empresas de exploração de petróleo e gás com foco regional.
- Desde 2011, o Seacrest Capital Group cria e investe em várias empresas de exploração exitosas no Reino Unido e no Mar do Norte da Noruega, África Ocidental, Irlanda e sudeste da Ásia.

Sinfra realiza obras de recuperação da Litorânea

Além da recuperação do calçamento, monumento está sendo restaurado.

 
Foto: Divulgação/Jorge Ribeiro
Secretário adjunto Aparício Bandeira
A Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra), em continuidade ao trabalho de recuperação de logradouros públicos, realiza obras na Avenida Litorânea, um dos cartões-postais de São Luís. O secretário adjunto de Obras Civis, Aparício Bandeira, acompanhou o andamento dos trabalhos e confirmou que as obras de reforma e revitalização no local serão concluídas até o fim do ano.
"A Avenida Litorânea é um dos cenários mais bonitos de São Luís e também o espaço escolhido por muitos para práticas esportivas. O trabalho de recuperação realizado pela Sinfra contempla a recuperação de todo o calçamento antigo, revitalização do monumento dos pescadores e da área do parquinho e anfiteatro", contou Aparício Bandeira.
Iniciada no mês de julho, a reforma tem investimentos de R$ 5.139.154. A obra inclui ainda, além da recuperação do calçamento e das ciclovias, a construção de calçadas no lado em que ficam as dunas; recuperação da ponte sobre o Rio Calhau; além de sinalização vertical e horizontal. O anfiteatro e a estrutura conhecida como a Praça dos Pescadores também serão recuperados, assim como a pintura e o piso do parquinho.
A Avenida Litorânea também conta com Estações de Esporte instaladas pela Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Sedel), ao longo do calçadão.

Saiba mais


Desde 2013, a Sinfra vem realizando trabalhos de recuperação de logradouros públicos, a exemplo dos Vivas. Já foram reformados os Vivas do João Paulo, da Madre Deus, Largo de São Pedro (também Madre Deus), da Praça da Saudade, além da Praça Nauro Machado e Praça da Faustina.
Também receberam melhorias os Vivas do Angelim, do Radional (incluindo a construção de quadra esportiva), da Cidade Operária, do Coroadinho, do Monte Castelo, da Praça do Goiabal (Centro), do São Bernardo, do Ipase, da Liberdade, Vila Embratel, João Paulo, do Anjo da Guarda, o Viva Ressurreição (também no Anjo da Guarda), Bairro de Fátima e o Viva Maiobão, que recebeu quadra poliesportiva e quadra de futebol de areia, além do Viva Raposa, com obras de recuperação e contenção e vão transformar o local em um ponto turístico do município da Grande Ilha.
Estão incluídos no projeto de recuperação de logradouros públicos a Praça de Esportes do Aterro do Bacanga, com campo de futebol e duas quadras, sendo uma de areia; os Vivas do Renascença, Vinhais, Maioba, do Retiro Natal, do Ipem São Cristóvão, do Residencial Centaurus - Cohab III, Dom Luís, Vila Palmeira e Vila Zenir. E a restauração dos Vivas do Recanto dos Vinhais, Praça do Ponto Final - Cohatrac e da Praça da Caixa d'Água do Cohajap.

Bacabal está apta para receber curso de Medicina

Bacabal está apto para receber curso de Medicina, mas tem pendências
Ministério da Educação anunciou nesta quinta-feira (4) os 39 municípios selecionados para receber cursos de medicina. São cidades com 70 mil habitantes ou mais que não dispunham de curso superior para a formação de médicos. No Maranhão, a cidade que poderá ser contemplada será Bacabal que, conforme o próprio MEC, está apta, mas tem pendências.
Assim como Bacabal, outros seis municípios selecionados têm prazo de seis meses para implementar as adequações recomendadas na rede pública de saúde. Só então poderão se habilitar a sediar os cursos. Está prevista para setembro uma chamada pública de apresentação de propostas pelas instituições privadas de educação superior para a implantação dos cursos de medicina nos municípios selecionados.
As cidades que já estão aptas e devidamente regularizadas estão localizadas em 11 estados de quatro regiões do país. O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, Henrique Paim, em entrevista coletiva que contou com a presença do Ministro da Saúde, Arthur Chioro, do secretário-executivo do MEC, Luiz Cláudio Costa, e da secretária de regulação e supervisão da educação superior do MEC, Marta Abramo.
O ministro da Educação, Henrique Paim, destacou que o país está inaugurando um novo modelo. Antes, havia demanda das instituições de ensino pela abertura de vagas. Agora, o governo está induzindo a criação dos cursos de medicina. “O anúncio dos 39 municípios habilitados prova que atingimos esse objetivo”, disse Paim. O ministro afirmou ainda que tão importante quanto a expansão das vagas é a preocupação com a qualidade, tanto que foram estabelecidos vários critérios para a seleção dos municípios. “Estamos assegurando que serão cursos de qualidade, com o apoio do poder público municipal.”
Seleção
O processo de seleção e avaliação dos municípios, realizado por uma comissão de especialistas, sob a coordenação da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres), começou em outubro de 2013. No total, 205 municípios manifestaram interesse em sediar os cursos e 154 encaminharam a documentação solicitada. Foram pré-selecionados 49. Destes, 39 preencheram os requisitos para receber os cursos e sete têm prazo de seis meses para se adequar.
De acordo com a secretária Marta Abramo, os critérios para seleção dos municípios buscam a interiorização dos cursos de medicina. “Para participar do edital, os municípios deveriam ter população superior a 70 mil habitantes, não ser capital de estado e não ter cursos de medicina no seu território”, disse. “Outra preocupação foi com os equipamentos de saúde, como ao menos cinco leitos SUS [do Sistema Único de Saúde] disponíveis por aluno, mínimo de três programas de residência médica e hospital de ensino ou unidade hospitalar com potencial para hospital de ensino.” (Do G1MA).

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Foguete brasileiro com etanol é lançado com sucesso em Alcântara

         


 
O experimento funcionou durante o período previsto de 90 segundos

Agência Brasil


O lançamento do primeiro foguete brasileiro com motor a propelente líquido foi feito na noite de ontem (1º) no Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão. Todos os requisitos técnicos de sucesso da missão foram atingidos, segundo o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, coordenador da operação.

O experimento funcionou durante o período previsto de 90 segundos. A carga útil embarcada, denominada Estágio Propulsivo a Propelente Líquido, consiste em um motor que utiliza etanol e oxigênio líquido. O sistema foi desenvolvido pela empresa Orbital Engenharia em parceria com o IAE.

O lançamento do foguete ocorreu às 23h02. Durante o teste, que durou três minutos e 34 segundos, houve a coleta de dados para estudos de um sistema de posicionamento global (GPS) de aplicação espacial, desenvolvido pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, e de um dispositivo de segurança para veículos espaciais, desenvolvido pelo instituto de aeronáutica.

A operação serviu também para o treinamento das equipes na operação e lançamento de motores a propelente líquido, visando a aplicação no desenvolvimento de futuros veículos suborbitais e lançadores de satélites.

O bom desempenho do motor possibilitará a retomada de lançamento dos foguetes brasileiros, por parte da Agência Espacial Alemã, a partir da Europa. Os alemães participaram da operação com trabalho de coleta de dados em voo, por meio de uma estação móvel de telemetria.

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Fala sério que você que caiu no conto da mudança ainda acredita que essa turma é bem intencionada

 

Chororô e nhenhenhém

O prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (PTC), mandou publicar no fim de semana declarações dele manifestando “surpresa” com o programa eleitoral de sexta-feira da coligação “Pra Frente, Maranhão”, que recordou a campanha eleitoral de 2012, ao longo da qual o comunista Flávio Dino, hoje candidato a governador, o apresentou como “a mudança”, prometendo que ele revolucionaria a administração de São Luís. O prefeito reclama que o programa foi “deselegante, raivoso, desrespeitoso e agressivo”, como sendo um ente político acima de tudo e de todos, imune a críticas, podendo fazer as trapalhadas que fizer no comando de uma cidade que abriga hoje mais de 1 milhão de habitantes e muitos problemas a desafiar sua gestão até agora pífia. O programa da coligação “Pra Frente, Maranhão” interpretou rigorosamente os fatos, para mostrar que, se a mudança prometida por Dino tiver a atual administração de São Luís como referência, o Maranhão - que hoje tem gestão pública firme e rumo econômico promissor - poderá embicar uma reviravolta cujas consequências são imprevisíveis. O prefeito Edivaldo Júnior não foi desrespeitado nem agredido. Foi, sim, responsabilizado, juntamente com seu mentor, Flávio Dino, pela gestão nada elogiável que faz na Prefeitura da maior e mais importante cidade do Maranhão até aqui. Numa frase de efeito já batida, que os fatos e o tempo já desmoralizaram, Edivaldo Júnior diz que “o Grupo Sarney penaliza a população de São Luís para atingir Flávio Dino”. E reclama que, além de não firmar convênios - ou seja não repassar-lhe dinheiro vivo - o Governo do Estado “nada faz” por São Luís. Vale a indagação: Avenida IV Centenário, Via Expressa, Espigão Costeiro, Hospital de Câncer, Hospital Carlos Macieira, duplicação da Avenida Hilton Rodrigues, Anel Metropolitano, duplicação da capacidade do Italuís, cinco restaurantes populares e investimentos fortes em segurança, entre outras obras de menor porte não valem, ou o prefeito está falando de outra cidade? O bom senso recomenda que o prefeito Edivaldo Júnior crie juízo, encare a realidade como ela é, deixe de nhenhenhém e comece de fato a administrar a 15ª maior cidade do país e detém o título de Patrimônio Cultural da Humanidade.


Incrível, não?
O prefeito Edivaldo Júnior se mostra indignado com “o uso político” do Sindicato dos Professores, como se a imagem de professores acorrentados não pudesse ser mostrada. Na sua campanha, Edivaldo Júnior foi para o horário eleitoral na TV mostrar-se horrorizado porque naquele momento os professores de São Luís estavam em greve “há 70 dias”. Sob sua responsabilidade, os professores estão de braços cruzados há 102 dias.

Não é Maranhão?!
“É lamentável que o debate eleitoral tenha perdido o foco do interesse público”, declarou o prefeito na entrevista que mandou divulgar. Vale indagar: os problemas de São Luís não são de interesse público? Ou São Luís não pertence ao Maranhão? E mais: se o debate eleitoral perdeu o foco, o candidato dele, o comunista Flávio Dino, está na contramão da realidade e prometendo o que não deve.


Repasse ilegal



E entre muitas outras “pérolas”, Edivaldo Júnior “denuncia” que a Prefeitura de São Luís é obrigada a pagar 20 parcelas de R$ 2 milhões ao Governo do Estado. Vale uma explicação: trata-se da devolução, por ordem judicial, de R$ 40 milhões repassados pelo Governo do Estado à Prefeitura de São Luís em 2009. O repasse foi feito pelo então governador Jackson Lago quando já estava cassado e não mais podia autorizar nenhum recurso financeiro.

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

2º Salão de Turismo da Rota das Emoções em Barreirinhas

Aventura e ecoturismo marcaram 2º Salão de Turismo da Rota das Emoções em Barreirinhas

    2º Salão de Turismo da Rota das Emoções, que acontece em Barreirinhas, quer mostrar as belezas desse pedaço do Nordeste do Brasil que conquistou o mundo



Parque dos Lençois que integra a Rota das Emoções oferece belezas naturais quem visita região
 
Três santuários ecológicos do Nordeste brasileiro, cenários de impressionante beleza, são responsáveis por colocar na agenda e bagagem dos turistas nacionais e estrangeiros uma rota que é o novo endereço do turismo de aventura, ecoturismo e esportes náuticos e radicais: a Rota das Emoções.

O nome não é por acaso: esse pequeno pedaço do Brasil que abrange a costa litorânea dos estados do Maranhão, Piauí e Ceará, guarda ainda bem preservados o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (MA), o Delta do Parnaíba (na fronteira MA/PI) e o Parque Nacional de Jericoacoara (CE). Uma região de muitas emoções. E encantadora, em qualquer época do ano. Faça sol ou chuva, alta e baixa estação do turismo, dia e noite.

Nesse roteiro turístico integrado do nosso País estão tesouros naturais valiosos e prazerosos, como as dunas gigantescas, várias lagoas enormes com águas em tons azulados e esverdeados, grande rios serpenteando os municípios, riachos de águas transparente formando pequenos balneários, praias oceânicas a perder de vista...

Além dos manguezais, florestas de coqueiros e de palmeiras nativas da região – e de onde a população dos municípios produzem as belas peças artesanais – como buriti, carnaúba, juçara e tucum.

Aventuras
A Rota das Emoções é uma região que proporciona aventuras em suas inúmeras trilhas localizadas entre dunas e campos e por dentro de riachos, apropriadas para rallys em diversas categorias (veículos 4x4, quadriciclos moto, bikes, UVTs).

E que, pelos ventos fortes e mar a céu aberto, passou a ser também, nos últimos anos, o endereço certo de grandes eventos de esportes náuticos – como surf, windsurf, kitesurf, dentre outros; local para shows de paraquedismo (como o que aconteceu este mês de agosto, em Barreirinhas), e ainda da aviação de ultra-leves (que já programa encontro para o mês de outubro, na mesma cidade).

Fortalecimento
A Rota das Emoções, enquanto roteiro turístico integrado, passou a ganhar visibilidade na programação das operadoras de turismo e agências de viagens em todo o mundo, e também na mídia nacional, com a implementação pelo Sebrae e Ministério do Turismo do Projeto da Rede de Cooperação Técnica para a Roteirização/1ª edição, por volta de 2005.

Desde então, a região – principalmente as comunidades e dos 14 municípios que integram a Rota - vem sendo trabalhada; os produtos melhorados; as atividades ampliadas; e o pessoal do trade turístico capacitados/qualificados. Uma ação contínua e conjunta, que vem envolvendo as lideranças, poder público, autoridades, empreendedores e entidades dos três estados.

Segundo o diretor o diretor-técnico do Sebrae-Maranhão, José Moraes, nesses anos o órgãos vem, juntamente com os governos dos três estados e algumas prefeituras dos municípios que integram a Rota, desenvolvendo trabalhos – oficinas, debates, palestras – no sentido de valorizar a cultura local, e mostrar o potencial turístico da região, como uma forma de desenvolvimento das comunidades e sustento nos mais diversos ramos do turismo, sempre com um olhar na sustentabilidade e competitividade do produto no mercado nacional e internacional.

Uma das formas que o Sebrae encontrou para dar maior visibilidade aos produtos únicos desse roteiro turístico integrado e o consolidar como um destino sustentável de referência no Brasil e no exterior foi a realização de um Salão do Turismo. A primeira edição aconteceu ano passado, em Parnaíba (PI).

Produtos
O 2º Salão do Turismo da Rota das Emoções acontece esta semana, na Praça do Trabalhador e Av. Beira-Rio (banhada pelo Rio Preguiças) na cidade de Barreirinhas (MA), a 260 km de São Luís (MA).

“É a grande confraternização do trade turístico desta região do Brasil e a oportunidade que temos de fazermos uma troca de experiências, vivências, iniciativas, programas e dos produtos de cada um dos municípios que compõe a Rota das Emoções, e ao mesmo tempo mostramos isso para o Brasil, para todo mundos”, acentua o prefeito Léo Costa.

Além da exposição dos produtos e artesanato de cada município, o Salão de Turismo vai contar com espaços para oficinas, palestras, gastronomia, shows artísticos e culturais.

Integram a Rota das Emoções 14 municípios: Barreirinhas, Paulino Neves, Araioses, Santo Amaro do Maranhão e Tutóia (no Maranhão); Ilha Grande, Parnaíba, Luís Correia e Cajueiro da Praia (no Piauí); Barroquinha, Camocim, Chaval, Cruz e Jijoca de Jericoacoara (no Ceará).

Os “Destinos Complementares” da Rota são: Água Doce do Maranhão, Alcântara, Raposa, São José de Ribamar, Araioses, Humberto de Campos e Primeira Cruz no Maranhão); Pedro II, Piracuruca e Piripiri (Piauí); Costa dos Ventos - Caucaia, Paracuru, Paraipaba, São Gonçalo do Amarante e Trairí (no Ceará).
 

São Luís é a 15ª cidade mais populosa do país, diz IBGE

Em levantamento feito entre as capitais, pelo instituto de pesquisa a cidade tem a 13ª maior população brasileira.

 

Foto: Flora Dolores
São Luís tem uma população de 1.064.197
Levantamento elaborado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgado na edição de ontem do Diário Oficial da União (DOU) mostrou que São Luís é atualmente a 15ª cidade brasileira mais populosa do país, com um contingente de 1.064.197. Em relação às capitais, a cidade tem a 13ª maior população brasileira e a 4ª da Região Nordeste, sendo superada por Salvador (BA), com 2.902.927 pessoas, Fortaleza (CE), com 2.571.896 pessoas e Recife (PE), com 1.608.488 pessoas.
Em comparação com o quantitativo populacional registrado no ano passado, a capital maranhense tem 10.275 pessoas a mais vivendo na cidade, o que representa um crescimento de 0,98% (15ª maior elevação nos níveis populacionais entre as capitais do país). Em 2013, a população de São Luís era estimada em 1.053.922 pessoas.
Já a Região Metropolitana de São Luís, que abrange os quatro municípios da Ilha (São Luís, Paço do Lumiar, São José de Ribamar e Raposa), é a 17ª mais populosa do país, com uma população - segundo o IBGE - estimada em 1.403.111 pessoas.
De acordo com o analista de Planejamento do IBGE no Maranhão, João Ricardo Costa Silva, a pesquisa, além de servir para o cálculo dos indicadores econômicos e sociodemográficos e como parâmetro na distribuição do Fundo de Participação de Estados e Municípios, também tem como objetivo entender a dinâmica das cidades. "Dessa forma, é possível ter um levantamento e entender o fluxo das correntes migratórias, dentro do país, além de analisar de forma mais aprofundada a realidade social de determinadas cidades", explicou.

Municípios do Maranhão tiveram crescimento

Três cidades maranhenses (Lago do Junco, Trizidela do Vale e Santa Luzia do Paruá) estão entre as cidades do estado com maior crescimento populacional do país, segundo levantamento elaborado pelo IBGE. Com base na pesquisa, Lago do Junco (3ª cidade brasileira em crescimento populacional) apresentou uma taxa de elevação no segmento de 7,01%.
A pesquisa também mostrou que a cidade de Trizidela do Vale (7ª cidade brasileira no ranking) teve crescimento de 6,08% no contingente populacional e Santa Luzia do Paruá (10 ª cidade brasileira no ranking) apresentou elevação populacional de 5,38%. Entre as cidades brasileiras com menor crescimento populacional, entre 2013 e 2014, estão três municípios maranhenses.
Na 9ª posição no ranking nacional, está a cidade de Brejo de Areia, com déficit de 6,54%. A cidade de Bernardo do Mearim teve queda populacional de 5,12% (o que posicionou o município em 18º lugar na lista nacional). Outra cidade maranhense presente no ranking é São Luís Gonzaga do Maranhão, com déficit de 3,61% na população.

Mais

A divulgação anual da pesquisa do IBGE obedece à lei complementar nº 59, de 22 de dezembro de 1988, e ao artigo 102 da lei nº 8.443, de 16 de julho de 1992.
 
Mais dados informativos AQUI

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Celulares do Maranhão e mais quatro Estados terão acréscimo de um dígito a partir de novembro

 


Usuários de telefone celular do Maranhão, Amapá, Amazonas, Pará e Roraima vão ter o número das suas linhas alterado até o dia 2 de novembro. 
A alteração é uma determinação da Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel e implica que a cada número de celular vai ser acrescendo o dígito 9. Assim, o seu número terá, obrigatoriamente, um número 9 na frente dos demais. O formato será este: Ex.: 9xxxx-xxxx.
A mudança que vai acontecer em novembro já foi implementada nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santos. Segundo a Anatel a mudança aumentará a capacidade de numeração nestas regiões e vai eliminar a escassez de numeração para novos usuários.
A mudança vai atingir os celulares com número de DDD que vai do 91 ao 99. O nono dígito será implementado em todo o País até o fim de 2016. Conforme o mapa ao lado.